Thanksgiving

Padrão

Soh para matar a curiosidade da minha bigemea Dora, aqui vai uma foto da Mini me (personagem de Austin Power)…Marcia
Marciaaaaaaaaaa, brigada por voce ter entrado na minha vida, viu…quero ver nossos maridos nos aguentarem tagarelando sem parar juntas na cozinha, hehehehehe
Alias vamos arrepiar a feijoada que to doidinha para ver o Frank comendo farofa!!!

Image Hosted by ImageShack.us

Essa foto ela tava na Indonesia no mes passado, ainda nao temos fotos juntas, quando nao eh a camera, nos estamos parecendo dois mulambo, toda desarrumada, entao deixa nos por-mos uma roupinha de missa, que jah jah tem fotos das nossas aventuras por aqui. E olha q nao tah sendo pouca nao viu! heheheheheheh
To saindo para o feriado! ueh aqui amanha eh Thanksgiving (dia de acao de gracas) mais importante para os americanos do que o proprio Natal. E nesse dia, ultima quinta-feira do mes de novembro que eles fazem a ceia, reune a familia, come-se o peru assado, ah! esqueci de dizer que a gente usa tambem a roupa de missa pra ficar bem bonitinho!
No Natal voce se reune com quem quiser, mas no Thanksgiving eh sagrado estar com a familia.
To perdida, porque para mim amanha jah vai ser o natal nao eh nao??
E como nao poderia faltar uma pitada de Brasil no meio dessa coisa toda, to aqui fazendo um mousse de maracuja… ehehehehe encontrei o creme-de-leite, agora o negocio vai…vou entuxar sobremesa brasileira nos americanos, afe!
Por falar nisso, criei uma coisa chamada blog soh com receitas que eu gosto, se alguem quiser dar uma olhada e copiar algo, eh soh fussar lah NA PANELA
Volto sexta-feira para casa e rezem para a camera nao apitar: without battery!!!

Image Hosted by ImageShack.us


Será que esqueci de crescer ou foi o mundo que cresceu demais?

Não importa.
Enquanto sentir prazer em dar boas gargalhadas assistindo a um desenho infantil;
Enquanto me sentir livre quando o vento bater no meu rosto e tiver vontade de voar;

Enquanto não sentir vergonha de chorar em público;
Enquanto ensaiar coreografias novas quando escuto boa música;
Enquanto fizer caretas para quem não me atende direito;
Enquanto criar bolas de meia para fazer guerras em família;
Enquanto deitar no gramado para ver os desenhos criados pelas nuvens no céu;
Enquanto der gargalhada quando alguém se estatelar no chão perto de mim;
Enquanto ficar de mal para depois de meia hora nem lembrar o motivo da briga;
Enquanto amarrar os cadarços dos sapatos alheios sem que seus donos percebam;
Enquanto me divertir passando trote pelo telefone;
Enquanto pagar mico tentando bambolear e tiver certeza que estou melhorando depois de conseguir, de novo, só uma volta e meia na cintura;
Enquanto chorar ao ver amigos partindo;
Enquanto me aninhar no colo de alguém simplesmente para escutar a batida de seu coração;

Enquanto fizer cara de cachorrinho pidão só para chamar a atenção;
Enquanto me sentir sozinha no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só;
Enquanto tiver certeza que “… e viveram felizes para sempre” acontece, também, na vida real;
Enquanto me olham com olhos de recriminação porque insisto em viver desta maneira, uma certeza toma conta de mim:
O mundo cresceu demais porque engoliu as crianças que os adultos deveriam manter dentro de si.
Ainda bem que a minha criança se recusa a virar banquete deste imenso gigante.

Emília Maria Martins Lopes


Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s