Essa eu me matava!!!

Padrão
Image Hosted by ImageShack.us
Image Hosted by ImageShack.us
Homem diz ter perdido bilhete de R$ 40 mi da Mega

Sábado, 10 de março de 2007, 11h13
Um homem que se apresentou como o ganhador dos R$ 40 milhões sorteados pela Mega-Sena na quarta-feira teria perdido o bilhete premiado. O apostador, identificado apenas como Valdir, 47 anos, mobilizou um grupo de pessoas na manhã deste sábado para tentar encontrar a aposta em um terreno baldio na esquina da rua Guilherme Alves com a avenida Ipiranga, em Porto Alegre (RS). Valdir teria distribuído panfletos no local logo após sair da casa lotérica onde diz ter feito a aposta. A informação é da rádio Gaúcha.

» Apostador do RS ganha R$ 40 mi da Mega-Sena

Um apostador do Rio Grande do Sul ganhou sozinho o prêmio acumulado e ainda não apareceu para retirar o dinheiro. Até o momento, a única certeza da Caixa Econômica Federal (CEF) é de que a aposta vencedora do maior prêmio já pago no Estado e do nono maior do País foi feita na lotérica localizada no Shopping Bourbon Ipiranga, na capital gaúcha. Ela fica em frente ao local onde Valdir diz ter perdido o bilhete.

Ele mora em Alvorada, na região metropolitana, e trabalha em Porto Alegre. Valdir disse que fez uma única aposta por volta das 14h – mesmo horário do bilhete que foi premiado – e colocou o volante no bolso da calça. Ele disse que só conferiu os números no dia seguinte, quando percebeu que não estava mais com o bilhete. Valdir afirmou que as câmeras do shopping onde fica a lotérica podem comprovar que ele fez a aposta no horário. Disse também que vai procurar um advogado.

Nestes dois dias, o apostador já deixou de ganhar pelo menos mais R$ 24 mil. Esse é o valor o dinheiro renderia se tivesse sido aplicado na caderneta de poupança: cerca de R$ 12 mil por dia. A informação é do jornal Zero Hora.

O ganhador tem 90 dias para retirar o prêmio em qualquer agência da Caixa. Após esse período, o prêmio prescreve, e o apostador, mesmo possuindo o bilhete, não terá mais direito ao valor.

Depois dessa eu me matava, pq vc ser o unico acertador numa loteria que entre milhoes, vc tem 0,000000000001% de chance de acertar, de sair da miseria, levantar ateh aquilo chamado falecido, dar uma guinada na vida, e na hora q alguem lah em cima resolve olhar por voce, cade??? cade o bilhete????? vamos correr pros lixoes do bairro desse homemmm de Deus, quem sabe a gente encontra o tal bilhete premiado?? acho que vou atravessar o pacifico a nado, quem sabe encontro o tal bilhete boiando por essas bandas!!! hehehehehe
Se o coitado do homem nao encontrar o bilhete, como serah que ele vai continuar vivendo, sabendo que tudo poderia ser diferente?? afe!! eu heim…

agora vamos mudar de assunto e…ooopppppsssss

Image Hosted by ImageShack.us


Medicos operam joelho errado de homem em Sao Paulo

Pela segunda vez em menos de dois meses, um paciente da Rede Pública de Saúde do Vale do Paraíba, interior de São Paulo, é vítima de uma operação em uma parte errada do corpo. Desta vez, a vítima foi o funcionário público Gilberto Procorro, 38 anos, que teve o joelho errado operado na última quarta-feira no Hospital Universitário de Taubaté.

Procorro estava com um problema no joelho esquerdo e foi internado no hospital para a operação. Devido a uma pequena lesão no joelho direito, o médico teria se confundido e acabou operando a perna errada. Quando acordou e viu o que tinha acontecido, Procorro reclamou ao médico, que viu o erro e teve de operar o joelho certo na quinta-feira.

Procorro já está em casa e deverá entrar na Justiça contra o erro médico. Segundo o diretor clínico do HU, Milton Peres, uma sindicância foi aberta para apurar a irregularidade. O nome do médico não foi divulgado. O representante regional do Conselho Regional de Medicina (CRM) para o Vale do Paraíba, Pedro Henrique Silveira, disse que a entidade também irá apurar o caso.

Operação em perna errada
Em São José dos Campos, o porteio Waldomiro dos Santos, 48 anos, vai pedir na Justiça 150 salários mínimos de indenização ao Hospital Municipal por ter sido operado da perna errada.

Músico desde 1981, Santos ficou um mês sem poder tocar por estar com as duas pernas engessadas. Ele foi vítima de um rompimento no tendão da perna direita, mas teve a perna esquerda operada por engano no Hospital Municipal no início do ano.

Hoje à noite, o “porteiro musical” estará em um estúdio em São José para gravar a música Cortou a perna errada, volte tudo outra vez. Bem humorada, a letra da música lembra o engano do médico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s