MEG, I love you forever…forever…forever…forever…and ever…ever…ever…ever…

Padrão

Image Hosted by ImageShack.us
O que o dinheiro nao compra:
Minha MEG de volta e o saber é o nosso bem mais raro. Sabedoria é algo que não se compra, se aprende. Pessoas sábias são aquelas que conquistam sucesso na vida. Ser sábio não é decorar um livro de teoria ou estar por dentro de todas as teorias de sucesso pessoal, ser sábio é compreender e encarar a vida, aprender com os erros e superá-los, parar de se preocupar com que está errado e agradecer pelo que está certo.

Image Hosted by ImageShack.us

Na bate caverna…Sandrinha alagando quarteirao de tanto chorar com fotos da minha filha que quase morro de tanta saudade, ateh hoje nunca me arrependi de nada que fiz na vida, mas me deparo com um unico arrependimento: o de ter deixado minha filhota para tras, nada vai traze-la de volta para mim, mas sei que ela está feliz, e com certeza nao se lembra de nós, mas melhor assim para a cabecinha dela. Imagino o sofrimento dela, para se acostumar sem mim.
Se algum dia tivermos outro cachorro, jamais conseguirei substituir o amor que tenho pela minha filhota Meg. Para mim ela eh muito mais que uma simples cachorrinha, eu criava ela como uma menininha mesmo, sem fazer palhacadas de botar roupas ou cacareco nela, mas de sentimento, de relacionamento. Antes da Meg, tive outros cachorros, mas nenhum foi como ela, de demonstrar tanto amor, quando fui para a Holanda quase ela morreu de tanta tristeza, nao comia, nao bebia direito, ficava o dia inteiro deitadinha no portao esperando eu chegar. eu falava com ela no telefone, só para ela ouvir a minha voz.
Em casa, quando eu entrava no banheiro, ela entrava atras e deitava nos meus pes, ou ficava me assistindo tomar banho, se eu a deixasse do lado de fora, ela comecava a chorar que nem crianca.
As vezes eu brincava de esconde-esconde com ela, e ela ficava apavorada quando nao me achava, a alegria dela quando me via era demais. Quando minha familia brincava com ela, segurando ela no colo e dizendo: tchau Sandra! ela quase morria do coracao, o coracaozinho dela disparava e ela comecava a se debater ateh eu pegar ela no colo de volta. Hoje nem milhoes de dolares me trarao ela de volta.
Quem quiser me chamar de doida, pode chamar que eu nunca vou ligar, porque nada…nada eh mais importante do que o amor que sinto pela Megzinha.
Quando eu vejo fotos dela, tenho vontade de ir ao Brasil e rouba-la de volta, porque a saudade já nao tem tamanho. Ainda nao aprendi e nao quero aprender a me conformar que nao a terei de volta. A unica coisa que posso fazer eh assisti-la atraves de fotos.

MEG, EU TE AMOOOO DEMAIS!!!!!
voce eh minha eterna bonequinha, e estarah eternamento nos meus pensamentos e no meu coracao.
Que saudade desses olhinhos me olhando e tentando desvendar o que eu tava sentindo.
Image Hosted by ImageShack.us

Ela está com o cabelinho tao comprido!
Uma saudade louca de morder a barriguinha dela, de pega-la no colo, de abracar e apertar, de dormir com ela roubando meus travesseiros.
Saudade do cheirinho dela de boneca dondoca, maria perfumadinha.
Quando andava na rua toda pompuda, e o povo admirando ela coladinha em mim.
PQP! tem muita coisa que dinheiro compra, mas eu jamais conseguirei te-la de volta para mim. Primeiro porque para quem a dei, nao aceitarah os milhoes, e segundo que eu deixaria as pessoas que cuidam dela tristes 😦

Image Hosted by ImageShack.us

Desculpem, se meu post estiver chato, adoro alegria, mas eu nao aguento poder olha-la e saber que nada…nada vai me devolver ela.

Anúncios

»

  1. Sandrinha, imagino as saudades. Nem imagino quando minha tati de for. está com 10 anos, mas parece uma criança e com a saúde a mill…

    boa semana

    bjs

  2. San….

    Fiquei cheia de tristeza em imaginar o quanto ela deve ter sofrido para se acostumar sem voces.
    E, se quiser sofrer ainda mais, sent aporque vou dizer; eles nao esquecem da gente…
    Eu tenho um doberman. Quando vim aqui para a Holanda, fiquei os dois primeiros anos sem voltar. Achei que ele me estranharia. Que nada! Pulava e arreganhava os dente de tanta alegria !
    O mesmo foi com uma cadelinha de rua que eu tratava… passados anos sem nos vermos, ela me reconheceu e fez a maior festa.
    Ela deve sofrer ainda, sim. So’ que eles tem de se acomodar…. que outra opcao ?

    Bj,

    Susana

  3. sabe, sandrinha, pode ser egoísmo da minha parte, mas taí o motivo porque nunca quis ter um cão: a gente se apega demais, e depois fica sofrendo desse jeito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s