Médicos não entram em acordo sobre a melhor técnica para fazer uma cesariana

Padrão

Estudo revela falta de consenso sobre a melhor maneira de fazer e fechar o corte.
Especialistas recomendam que o melhor para a mulher saudável é sempre o parto normal

Médicos afirmam que melhor opção para as futuras mães é sempre o parto normal.
Apesar de ser um dos procedimentos cirúrgicos mais comuns (principalmente no Brasil), os médicos ainda não têm um consenso sobre qual a melhor técnica para realizar uma cesariana. O alerta vem de uma revisão sobre o conhecimento da medicina no assunto, feito pela organização Colaboração Cochrane -– especializada nesse tipo de trabalho.

“Há uma falta de informação de alta qualidade sobre a melhor prática”, afirmou Simon Gates, da Universidade de Warwick, no Reino Unido, autor do levantamento. Gates analisou 15 pesquisas, que envolveram 3.972 mulheres que passaram por cesarianas e encontrou poucas conclusões significativas.

O médico brasileiro Paulo Basto Albuquerque, professor de obstetrícia no Hospital Universitário da USP (Universidade de São Paulo), concorda que o problema existe.
“A decisão sobre a melhor técnica de incisão ou de sutura é, no fim, uma decisão pessoal do médico e depende de sua prática ou experiência”, criticou ele ao G1.

Albuquerque explica que enquanto alguns médicos fazem a cesárea “à moda antiga”, ou seja, com bisturi cortando tudo, outros preferem a chamada “cesariana minimamente invasiva”, onde alguns tecidos são partidos pela própria mão do médico. Segundo eles, a prática é menos agressiva e facilita a recuperação.

Na hora de fechar o corte, as diferenças vão ainda além. Alguns médicos preferem dar, internamente, pontos separados (aquele mesmo que você vê do lado de fora de um corte, vários “x” separadinhos), enquanto outros preferem fazer uma costura só (como o que se usa, por exemplo, para fazer a barra de uma calça). E há mais: alguns cirurgiões preferem não dar pontos no peritônio, uma membrana em duas camadas que recobre o abdômen –- outros fazem questão de costurar a região.

Saiba mais

* » Estudo sugere explicação para depressão pós-parto
* » Cesariana aumenta risco de morte do bebê nos partos que a seguem
* » Ministério da Saúde lança campanha para estimular parto normal
* » Obesidade da mãe aumenta chances de problemas na hora do parto
* » Estudo liga parto pélvico de bebê a genes dos pais

Embora os médicos digam que não há grande diferença prática entre cada técnica, Gates reclama que simplesmente não se sabe isso, por falta de estudos que tragam resultados formais. O pesquisador diz não ter encontrado dados importantes, como diferenças nas taxas de infecção e complicações pós-operatórias com as diferentes técnicas usadas para fechar o corte. Os dados eram ainda piores quando o assunto eram as incisões.

“Mais pesquisas em técnicas de cesariana precisam focar nos métodos mais adequados para incisão e fechamento uterino. Precisamos de mais estudos que abordam as conseqüências mais importantes, como dor, infecções e complicações”, diz Gates.

Melhor é natural

Para o brasileiro Basto Alburquerque, os resultados da Colaboração Cochrane só reforçam a crença de que a cesariana deve ser evitada em mulheres saudáveis com condições normais para o parto. “A cesariana é a cirurgia com maior risco de infecção. O médico tem que colocar a mão inteira lá dentro, o tecido do aparelho genital sobe para a barriga. O risco é muito grande”, diz ele.

O também obstetra Cláudio Bonduki, da Unifesp (Universidade Federal Paulista), concorda. “A cesareana é para casos específicos, onde há risco para vida da mãe ou do bebê. O melhor é sempre o parto normal”, diz ele.

Para as mulheres que temem a dor do parto normal, Albuquerque lembra que, ao contrário do que os filmes mostram, há anestesias bastante eficientes mesmo durante o nascimento natural. “Acabei de fazer um parto normal e a mulher foi andando para a sala de cirurgia”, conta.
fonte: Globo.com

entao mulherada o negocio eh ter forca na peruca e acreditar no parto normal 🙂

Mudando de assunto, alguem pode me dar uma dica??

No sabado passei o dia tentando comecar uma sacola de bebe para o Gabriel de Patchwork, assunta soh se nao to mexendo com casa de abeia 🙂 nunca usei uma maquina de costura, entao como ganhei uma da minha madrinha de casamento, eis que bateu o esprito de comixao 🙂
Comprei pano, revistas, todos os aperparos , recortei de acordo com os moldes, e da-lhe sentar para juntar o quebra-cabeca 🙂
Quem disse que deu?? oxe o pinguelo engastaiva no comeco que nao saia do lugar, quebrei uma agulha! ai la vai trocar e comecar tudo de novo, para voces nao dizerem que nao tenho tutano, eu tentei mais de 15 vezes comecar a jossa, e toda vez a agulha nao saia do mesmo lugar, as vezes ateh saia, mas sabe qdo um lado da costura estah bom mas do outro vc ve que a linha estah esticada e outra cobrindo por cima? ou seja nao saiu a mesma costura dos dois lados, o que eu to fazendo de errado???
Acho que vou levar a maquina no tecnico para ver se nao eh algo errado nela, ou seria a pecinha entre a cadeira e maquina estah com defeito 🙂
A repimboca da parafuseta toda hora enrosca a linha naquele tubinho dentro da maquina e trava a linha, tenho q tirar tudo, arrancar a linha enroscada, rebubinar o rolinho, encaixar, fechar, por linha na agulha e recomecar, aiiiii…da-lhe enroscar de novo e o pano nao sai do lugar.
Que reiva!!!!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s